Ir direto para menu de acessibilidade.

Vacinação

Início do conteúdo da página

UPA 24h

Sobre o programa

Escrito por Leonardo | Publicado: Segunda, 21 de Agosto de 2017, 13h07 | Última atualização em Segunda, 21 de Agosto de 2017, 13h07

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) faz parte da Rede de Atenção às Urgências. O objetivo é concentrar os atendimentos de saúde de complexidade intermediária, compondo uma rede organizada em conjunto com a atenção básica (link) e a atenção hospitalar (link). Desta forma, a população terá um melhor atendimento à saúde, com menor fila nos prontos socorros de hospitais, e a capacidade de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) aumentar.

É um estabelecimento de saúde de complexidade intermediária, articulado com a Atenção Básica, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência - SAMU 192, a Atenção Domiciliar e a Atenção Hospitalar, a fim de possibilitar o melhor funcionamento da RAU.

A UPA 24h inova ao oferecer estrutura simplificada, com raio-X, eletrocardiografia, pediatria, laboratório de exames e leitos de observação. Nas localidades que contam com UPA, 97% dos casos são solucionados na própria unidade. O objetivo da UPA 24h é diminuir as filas nos prontos-socorros dos hospitais, evitando que casos que possam ser resolvidos nas UPAS ou unidades básicas de saúde (UBS) sejam encaminhados para as unidades hospitalares. Se necessários, ele pode ser encaminhado para um hospital da rede de saúde, para realização de procedimento de alta complexidade.

 

Quando procurar uma UPA 24h

As UPAs funcionam 24 horas por dia, sete dias por semana, e podem resolver grande parte das urgências e emergências. 97% das ocorrências são solucionadas na própria unidade. Quando o paciente chega às unidades, os médicos prestam socorro, controlam o problema e detalham o diagnóstico. Eles analisam se é necessário encaminhar o paciente a um hospital ou mantê-lo em observação por 24h. Veja exemplos de quando você deve procurar uma UPA 24h:

- Pressão e febre alta, acima de 39ºC;

- Fraturas e cortes com pouco sangramento;

- Infarto e derrame

- Queda com torsão e muita dor ou suspeita de fratura;

- Febre acima de 39ºC;

- Cólicas renais;

- Intensa falta de ar;

- Convulsão;

- Dores fortes no peito;

- Vômito constante.

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página