Ir direto para menu de acessibilidade.

Vacine-se

    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Ações e Programas
  4. >
  5. Vacinação
  6. >
  7. Rede de Frio
Início do conteúdo da página

Vacinação

GRIPE:QUEM DEVE SE VACINAR?

Rede de Frio

Escrito por Leonardo | Publicado: Sexta, 28 de Julho de 2017, 15h36 | Última atualização em Sexta, 15 de Dezembro de 2017, 13h28

A Rede de Frio caracteriza-se por especificidades de natureza técnico-administrativa e logística, orientadas pelo PNI, com a finalidade de assegurar o bom funcionamento da cadeira de frio, isto é, o processo logístico aplicado à conservação adequada dos imunobiológicos, garantindo a preservação de suas características originais.

A Rede, organizada nas diferentes esferas administrativas, dispõe de estruturas físicas similares nas diversas instâncias (estadual, regional e municipal), denominadas Centrais de Rede de Frio – CRF. As CRF proporcionam efetivamente as condições adequadas à manutenção da cadeia de frio, com foco na segurança e na qualidade dos processos de armazenamento, distribuição e transporte. Possuem fluxos operacionais semelhantes, variando seus dimensionamentos em função do perfil epidemiológico e da consequente demanda onde se inserem. A consolidação da Política Nacional de Imunizações acontece nas salas de vacinação e nos Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE), instância local. A promoção da garantia de um imunobiológico com qualidade/potência preservada tem como um dos requisitos primordiais o armazenamento apropriado ao longo da Rede de Frio Nacional.

Nessa perspectiva, o PNI apoia o lançamento do Projeto Nacional de Investimento para aprimoramento da Rede de Frio, visto que, em 2011, o Diagnóstico Situacional da Rede de Frio indicou a necessidade premente de investimento para reestruturação, no que tange atualização e manutenção da estrutura disponível, e ainda, expansão da capacidade instalada.

Fim do conteúdo da página