Ir direto para menu de acessibilidade.
Saúde do Viajante
Início do conteúdo da página

Atenção Especializada e Hospitalar

Nefrologia

Escrito por Alessandra Bernardes | Publicado: Terça, 01 de Agosto de 2017, 10h56 | Última atualização em Sábado, 26 de Agosto de 2017, 16h09

Doença Renal Crônica (DRC) é um termo geral para alterações heterogêneas que afetam tanto a estrutura, quanto a função renal, com múltiplas causas e múltiplos fatores de risco. Trata-se de uma doença de curso prolongado, insidioso e que, na maior parte do tempo de sua evolução, é assintomática.

Muitos fatores estão associados tanto à etiologia quanto à progressão para perda de função renal. Por estes motivos é importante reconhecer quem são os indivíduos que estão sob o risco de desenvolver a DRC, com o objetivo do diagnóstico precoce.

Indivíduos sob o risco de desenvolver Doença Renal Crônica

a) Pessoas com diabetes (quer seja do tipo 1 ou do tipo 2);
b) Pessoa hipertensa, definida como valores de pressão arterial acima de 140/90 mmHg em duas medidas com um intervalo de 1 a 2 semanas;
c) Idosos;
d) Portadores de obesidade (IMC > 30 Kg/m²);
e) Histórico de doença do aparelho circulatório (doença coronariana, acidente vascular cerebral, doença vascular periférica, insuficiência cardíaca);
f) Histórico de DRC na família;
g) Tabagismo;
h) Uso de agentes nefrotóxicos, principalmente medicações que necessitam de ajustes em pacientes com alteração da função renal.

Veja também

Diretrizes Clínicas para o cuidado ao paciente com Doença Renal Crônica – DRC no Sistema Único de Saúde
Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas

registrado em:
Fim do conteúdo da página