Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Ciência e Tecnologia e Complexo Industrial

Apresentação

Escrito por Alessandra Bernardes | Publicado: Terça, 30 de Maio de 2017, 13h38 | Última atualização em Quarta, 21 de Junho de 2017, 16h24

O Complexo Econômico Industrial da Saúde (CEIS) é caracterizado por setores industriais de base química e biotecnológica (fármacos, medicamentos, imunobiológicos, vacinas, hemoderivados e reagentes) e de base mecânica, eletrônica e de materiais (equipamentos mecânicos, eletrônicos, próteses, órteses e materiais). Esses setores industriais relacionam-se com os serviços de saúde (hospitais, serviços de saúde e de diagnóstico) em dinâmica permanente de interdependência e de interação com a sociedade e o Estado na busca de oferta de serviços e produtos em saúde.

A redução da vulnerabilidade do Sistema Único de Saúde (SUS) e o cumprimento dos princípios do SUS perpassam, necessariamente, o aproveitamento do potencial econômico e social do Complexo Econômico Industrial da Saúde, viabilizado, dentre outras estratégias, pela utilização do poder de compra do Estado na área. Ainda, destaca-se o papel indutor que o Estado desempenha na dinâmica do CIS. Isso por que as instâncias gestoras do SUS nas três esferas (federal, estadual e municipal) atuam nas diferentes áreas da saúde, dentre elas na formulação de políticas, no financiamento das ações, na regulação, na prestação de ações e serviços de saúde e, em alguns casos, na produção de tecnologias de uso em saúde.

O Ministério da Saúde fomenta a produção pública de tecnologias estratégicas para o SUS e consolida a estratégia nacional de fomento, desenvolvimento e inovação no âmbito do CIS, por meio do Departamento do Complexo Industrial e Inovação em Saúde (DECIIS/SCTIE).

Considerando essa perspectiva estratégica, o CIS é um vetor estruturante da agenda nacional de desenvolvimento econômico, social e sustentável, reduzindo a vulnerabilidade do acesso à saúde.

Fim do conteúdo da página