Ir direto para menu de acessibilidade.
Saúde do Viajante
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. SGTES - Notícias
  6. >
  7. Educação Interprofissional em Saúde é tema de Reunião Internacional
Início do conteúdo da página

Educação Interprofissional em Saúde é tema de Reunião Internacional

Escrito por Tatiana Teles | Publicado: Quarta, 06 de Dezembro de 2017, 17h29 | Última atualização em Segunda, 11 de Dezembro de 2017, 10h58

Realizado em Brasília, evento reuniu representantes de mais de 30 países da América Latina e Caribe, bem como representantes do Canadá, Reino Unido, Espanha e África

Fotos: Natalia Pinheiro/MS

O Departamento de Gestão da Educação na Saúde (DEGES), com apoio da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), realizou, nos dias 05 e 06 de dezembro, a 2ª Reunião Técnica Regional sobre Educação Interprofissional em Saúde: melhorar a capacidade dos recursos humanos para avançar a saúde universal. O objetivo do evento foi estabelecer uma ampla agenda para a incorporação do tema da Educação Interprofissional nas políticas de educação na saúde dos países da Região das Américas.

“Com esse encontro, esperamos avançar mais rapidamente e de forma efetiva no tema da Educação Interprofissional. O SUS apresenta em sua base constitucional potentes elementos para implementação da Educação Interprofissional. A exemplo temos as equipes da Estratégia de Saúde da Família, composta por profissionais médicos, enfermeiros, dentistas, auxiliares e técnicos de enfermagem e de saúde bucal e Agentes Comunitários de Saúde. Os Núcleos de Apoio à Saúde da Família – Os NASFs também apresentam em sua conformação a atuação das mais diversas profissões da área da saúde. Portanto podemos afirmar que o SUS é interprofissional.  O que precisaremos no momento é intensificar a aplicação dessa abordagem nos processos de trabalho em saúde, bem como nas instituições de ensino do país para que tenhamos um novo modelo de atenção mais integrado e colaborativo”, ressaltou o ministro da saúde, Ricardo Barros.

Acesse aqui a galeria de fotos do evento

A Educação Interprofissional (EIP) é uma abordagem onde membros ou estudantes de duas ou mais profissões aprendem entre si e sobre os outros, com o objetivo de aprimorar a colaboração e qualidade dos cuidados e serviços, o que apresenta significativa correspondência com as bases organizacionais do trabalho em saúde no Sistema Único de Saúde (SUS). É um tema de relevância internacional e, segundo a OPAS, o Brasil vem se destacando progressivamente, desenvolvendo ações em suas políticas, que denotam notoriedade em todo o mundo. Para o secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), Rogério Abdalla, “com essa agenda, temos a importante missão de incorporar, de forma mais concreta e institucionalizada, o tema da educação interprofissional nas políticas de educação na saúde do Brasil, bem como estimular a discussão em toda a região das Américas”.

Debates acerca do Tema
A 1ª Reunião Técnica Regional ocorreu em dezembro de 2016, na cidade de Bogotá, na Colômbia. O objetivo foi estimular o debate teórico e metodológico da Educação Interprofissional e compartilhar as experiências nacionais do países participantes. A 2ª Reunião debateu importantes aspectos, sobretudo do ponto de vista político, por permitir demonstrar os avanços do Brasil em relação ao tema e os esforços realizados pela atual gestão para incorporar, de forma mais consolidada, a Educação Interprofissional na política de educação saúde. “Este evento representa um marco histórico para a política de educação na saúde do país. Reconhecer o tema da Educação Interprofissional como prioridade para a transformação do modelo de atenção à saúde, a correspondência existente com os princípios do SUS, possibilitará certamente a sua implementação, de forma mais assertiva na realidade brasileira”, ressaltou a diretora do DEGES, Cláudia Brandão.

Por Natalia Pinheiro, do NUCOM/SGTES
Atendimento à imprensa
(61) 3315- 3580 /2351/2745

Fim do conteúdo da página