Ir direto para menu de acessibilidade.

Vacine-se

    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. SESAI - Notícias
  6. >
  7. Familiares dos passageiros de avião desaparecido são recebidos no MS
Início do conteúdo da página
apoio

Familiares dos passageiros de avião desaparecido são recebidos no MS

Escrito por Leonardo | Criado: Quarta, 16 de Abril de 2014, 10h34 | Publicado: Quarta, 16 de Abril de 2014, 10h34 | Última atualização em Quarta, 16 de Abril de 2014, 10h40

Uma comitiva de dez pessoas, formada por vereadores de Itaituba (PA) e familiares dos passageiros do avião desaparecido no sudoeste do Pará, foi recebida na tarde dessa terça-feira (15) no Ministério da Saúde. A chefe de gabinete do Ministro da Saúde, Silvana Pereira, e a chefe de gabinete da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), Verbena Melo, recepcionaram o grupo e reforçaram o apoio da pasta. “Em nome do ministro da Saúde, Arthur Chioro, presto nossa solidariedade aos familiares dos desaparecidos e coloco o Ministério à disposição para ajudar no que for institucionalmente possível”, disse Silvana.

O grupo veio a Brasília para pedir ao Governo Federal mais apoio na operação de busca, com a liberação de um efetivo do 53º Batalhão de Infantaria de Selva (BIS), baseado em Itaituba. Durante a manhã, o grupo foi recebido pelo ministro interino da Defesa, Brigadeiro Juniti Saito, que, segundo informado pela comitiva, garantiu que as buscas irão continuar.

“Como a área é de mata fechada, além das aeronaves, é preciso fazer uma varredura por terra ampliando o efetivo de militares especializados em operações na selva”, ressaltou o vereador João Paulo Meister. Além dos vereadores e familiares, integravam a comitiva um representante do Sindicato dos Servidores Públicos Federais do Pará e o assessor do deputado federal Lira Maia.

A chefe de Gabinete da Sesai, Verbena Melo, destacou que tanto a Sesai quanto o Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Rio Tapajós, responsável pela gestão da saúde indígena na região, estão acompanhando de perto toda a operação. “Temos enviado relatórios diários ao Ministro informando da situação e o DSEI tem dado todo o apoio necessário aos familiares e às buscas”.

No fim da reunião, Silvana se comprometeu a buscar uma resposta conjunta da Saúde e da Defesa sobre a possibilidade de ampliação da operação e do apoio logístico dado pelo Ministério da Saúde. “Veremos de que forma podemos somar forças e contribuir ainda mais com as buscas ”.

Sobre o caso
O avião bimotor da empresa Jotan Táxi Aéreo desapareceu no dia 18 de março, durante trajeto entre as cidades de Itaituba e Jacareacanga, no Pará.  Além do piloto, Luiz Feltrin, a aeronave transportava o motorista, Ari Lima, e as técnicas de enfermagem Rayline Sabrina Brito Campos, Luciney Aguiar de Sousa e Raimunda Lúcia da Silva Costa. Todos prestavam serviço ao DSEI Rio Tapajós no atendimento de saúde em aldeias da etnia Munduruku. Desde então, a Força Aérea Brasileira (FAB) realizava buscas na região. A operação conta também com apoio de voluntários do DSEI, dos municípios e de indígenas Munduruku.

Por: Aedê Cadaxa
Fotos: Luis Oliveira

Fim do conteúdo da página