Ir direto para menu de acessibilidade.

Vacinação

    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Agência Saúde
  6. >
  7. Conferência Nacional de Vigilância em Saúde deve reunir 2 mil pessoas em Brasília
Início do conteúdo da página

Conferência Nacional de Vigilância em Saúde deve reunir 2 mil pessoas em Brasília

Escrito por alexandreb.sousa | Publicado: Terça, 07 de Novembro de 2017, 15h01 | Última atualização em Terça, 07 de Novembro de 2017, 15h01

 

Trabalhadores, usuários, gestores, conselheiros municipais, estaduais, nacionais, secretários de saúde e representantes de movimentos sociais discutirão a proposta de uma Política Nacional de Vigilância em Saúde.

conferencia.jpg

Entre os dias 28 de novembro e 1º de dezembro de 2017 será realizada a 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde (CNVS). O evento, que pretende reunir cerca de 2 mil pessoas de todo o Brasil na capital federal, é uma realização do Conselho Nacional de Saúde (CNS), em parceria com a Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Trabalhadores, usuários, gestores, conselheiros municipais, estaduais, nacionais e secretários de saúde, além de uma série de representantes de movimentos sociais em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS), estarão reunidos em Brasília para discutir a proposta de uma Política Nacional de Vigilância em Saúde.

Para o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Adeilson Cavalcante, “a realização desse evento irá oportunizar o debate técnico e vai contribuir para a construção de uma política nacional fruto do trabalho dos profissionais da área de vigilância  para a melhoria e o fortalecimento das estratégicas de saúde em todo o país”.

Com o tema central “Vigilância em Saúde: Direito, Conquistas e Defesa de um SUS Público de Qualidade”, o evento tem o objetivo de debater com a sociedade brasileira o direito à promoção e proteção da saúde.

A 1ª CNVS é precedida por etapas preparatórias, realizadas em todos os estados brasileiros. Cada etapa reúne propostas apresentadas por participantes de municípios e macrorregiões locais. Também estão ocorrendo conferências livres organizadas pelos mais diversos públicos, como pessoas em situação de rua, acadêmicos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), população do campo, da floresta e das águas, movimento LGBT e povos ciganos, por exemplo, a fim de discutir necessidades específicas sobre vigilância em saúde.

A conferência nacional reunirá todas as propostas aprovadas nestas fases que antecedem o evento final, onde serão apresentadas e defendidas pelos delegados eleitos e convidados (no caso das conferências livres) em cada uma das etapas.

A conferência nacional conta com um site específico para informações sobre o tema www.cnvs.org.br.

Por Nucom/SVS
Atendimento à Imprensa
(61) 3315-3580/2351/2745

 

Fim do conteúdo da página