Ir direto para menu de acessibilidade.

Vacinação

    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Agência Saúde
  6. >
  7. São Paulo receberá mais 1 milhão de doses de vacina
Início do conteúdo da página

São Paulo receberá mais 1 milhão de doses de vacina

Escrito por André | Publicado: Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 13h18 | Última atualização em Segunda, 15 de Janeiro de 2018, 09h52

Com definição feita entre o governador e ministro, sobe para 7,3 milhões o número de paulistanos que serão imunizados em 53 municípios

São Paulo receberá de imediato 1 milhão doses da vacina visando garantir a prevenção da doença e o abastecimento das salas de vacina até o início da campanha contra a doença, que acontecerá em fevereiro. O acerto ocorreu entre o governador Geraldo Alckmin e o ministro da Saúde, Ricardo Barros. Assim, no Estado, o potencial de pessoas que receberão a imunização sobe para 7,3 milhões, em 53 municípios, incluindo a capital.

Com o slogan “Informação para todos, vacina para quem precisa”, a divulgação das ações de vacinação do Ministério da Saúde, em parceria com os estados pretende chamar a atenção da população para a importância da vacinação em locais com risco de transmissão da doença. Em São Paulo, a ação será concentrada entre os dias 3 e 24 de fevereiro, quando serão vacinadas 6,3 milhões de pessoas - 1,4 milhão receberão a dose padrão e 4,9 a dose fracionada. Bahia e Rio de Janeiro também participarão da medida entre os dias 19 de fevereiro e 9 de março, quando devem vacinar 3,3 milhões e 10 milhões de pessoas, respectivamente.

Neste mês de janeiro, os estados e municípios irão treinar os profissionais de saúde e adequar a logística para realização do fracionamento. Para isso, o Ministério da Saúde deve repassar aos estados R$ 54 milhões do Piso Variável de Vigilância em Saúde, recurso extra para auxiliar os estados na realização da campanha. Desse total, já foram repassados R$ 15,8 milhões para São Paulo e, até o fim deste mês, serão destinados R$ 30 milhões para o Rio de Janeiro e R$ 8,2 milhões para a Bahia.

DOSE FRACIONADA - Atualmente, o Ministério da Saúde utiliza a dose padrão da vacina de febre amarela, com 0,5 mL. Já para a dose fracionada são aplicados 0,1 mL, o que representa 1/5 da dose padrão. Um frasco com 5 doses da vacina de febre amarela, por exemplo, pode vacinar 25 pessoas e um frasco com 10 doses pode vacinar 50 pessoas.

Estudo recente realizado por Bio-Manguinhos/Fiocruz aponta a presença de anticorpos contra febre amarela, após 8 anos, na dose fracionada, semelhante ao observado com a dose padrão neste mesmo período. Estudos em andamento continuarão a avaliar a proteção posterior a esse período.

Dessa forma, os resultados dão suporte ao uso de doses fracionadas da vacina de febre amarela. A estratégia já foi utilizada anteriormente no controle da epidemia na República Democrática do Congo pela OMS, que utilizou 1/5 da dose Padrão da Vacina de Febre Amarela de Bio-Manguinhos/Fiocruz. Na ocasião, 7,8 milhões de pessoas foram vacinadas em 15 dias.

Atendimento à Imprensa - Plantão
61 99215-4579

Fim do conteúdo da página