Ir direto para menu de acessibilidade.

Vacinação

    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Agência Saúde
  6. >
  7. Passo Fundo (RS) terá acelerador linear para ampliar tratamento de oncologia
Início do conteúdo da página

Passo Fundo (RS) terá acelerador linear para ampliar tratamento de oncologia

Escrito por Alessandra Bernardes | Publicado: Quinta, 08 de Fevereiro de 2018, 11h13 | Última atualização em Quinta, 08 de Fevereiro de 2018, 16h37

Equipamento será instalado no Hospital São Vicente de Paulo e atenderá cerca de um milhão de pessoas que vivem na cidade e em municípios da macro região norte do Rio Grande do Sul

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, anuncia nesta quinta-feira (08) um acelerador linear, equipamento utilizado no tratamento de radioterapia – para o Hospital São Vicente de Paulo de Passo Fundo (RS). O aparelho vai ampliar a assistência à população do município e macro região norte do estado do Rio Grande Sul, cerca de um milhão de habitantes. O Ministério da Saúde investiu R$ 2,8 milhões na aquisição do equipamento, que ampliará em até 50% a capacidade de atendimento em radioterapia. Na ocasião, também será anunciado a aquisição de um raio-x digital para o hospital, com um investimento do Ministério da Saúde de R$ 800 mil.

O Hospital São Vicente de Paulo é referência em tratamento oncológico e outras especialidades para mais de 200 municípios da macro região norte do estado. Possui cerca de 670 leitos, sendo 474 SUS. Em 2017, atendeu em média 1.452 pacientes por mês, sendo 1.216 pacientes apenas no serviço de radioterapia. Entre 2016 e 2017 foram empenhados mais de R$ 5,7 milhões em emendas parlamentares para o hospital. Além disso, o São Vicente de Paulo também recebe R$ 16,6 milhões em recursos federais de Incentivo de Adesão à Contratualização do SUS.

A instituição ainda registrou ano passado 918,4 mil atendimentos ambulatoriais, que contaram repasses federais de R$ 32,7 milhões, e também 22.750 internações, com incentivos de R$ 60,2 milhões. Em 2016, foram registrados 804,7 mil e atendimentos ambulatoriais (R$ 28,4 milhões) e 25.034 internações (R$ 69,8 milhões).

Hospital da Cidade

Ainda em Passo Fundo, o ministro também visita o Hospital da Cidade. A unidade, sem fins lucrativos, é referência para toda macro região norte do estado no SUS, cobrindo 144 municípios, com 1,1 milhão de habitantes. Atua nas especialidades de cardiologia, dermatologia, oftalmologia, endocrinologia, oncologia, nefologia, hemodiálise. Entre 2016 e 2017 foram empenhados R$ 2,6 milhões para o hospital em emendas parlamentares.

Gestão

Passo Fundo recebeu, apenas nesta gestão, R$ 20,3 milhões para ampliar e qualificar os serviços oferecidos à população no SUS. Desse total, R$ 13,9 milhões foram liberados em 2016, sendo R$ 4 milhões para habilitar e/ou qualificar serviços e leitos que funcionavam sem contrapartida federal de custeio e R$ 9,9 milhões referentes a 35 emendas parlamentares. Em 2017, foram liberados mais R$ 6,4 milhões, sendo R$ 66,4 mil para custeio dos serviços e R$ 6,3 milhões para 17 emendas parlamentares. Todos os projetos de emendas estavam parados desde 2014 e aguardavam aprovação do Governo Federal.

Por Nicole Beraldo, da Agência Saúde - Atendimento à Imprensa: (61) 3315-3880

Fim do conteúdo da página