Ir direto para menu de acessibilidade.

Sarampo mata. A vacina é a única maneira de prevenir a doença

    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas Notícias
  4. >
  5. Agência Saúde
  6. >
  7. Governo Federal homenageia Carissa Etienne com medalha de Mérito Oswaldo Cruz
Início do conteúdo da página

Governo Federal homenageia Carissa Etienne com medalha de Mérito Oswaldo Cruz

Escrito por André | Publicado: Segunda, 12 de Março de 2018, 19h03 | Última atualização em Sexta, 16 de Março de 2018, 12h17

Além da diretora da OPAS, outras 33 personalidades da área da saúde já foram condecoradas com a medalha no último mês

O presidente da República, Michel Temer e o ministro da Saúde, Ricardo Barros, entregaram a “Medalha de Mérito Oswaldo Cruz” à diretora da Organização Pan-americana de Saúde (OPAS), Carissa Etienne. A médica, que está cumprindo agendas no Brasil, recebeu a condecoração devido a importantes contribuições para a saúde pública, nesta segunda-feira (12/03), no Palácio do Planalto, em Brasília (DF). A medalha agracia aqueles que se destacam na atuação de atividades com resultados benéficos à saúde individual e coletiva dos milhares de cidadãos brasileiros.

Graduada em Medicina e cirurgia pela Universidade das Índias Ocidentais, Carissa é mestre em saúde comunitária e honorária em saúde pública pela Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres. Além disso, é desde 2013 diretora da OPAS, que atua como Escritório Regional para as Américas da Organização Mundial da Saúde. Também, atuou duas vezes no Ministério da Saúde da República Dominicana, nas áreas de desastres e epidemiologia, atenção primária e Aids, e é líder no fortalecimento dos serviços de saúde baseados na atenção primária.

A condecoração leva o nome do fundador da saúde pública brasileira, o cientista, médico e sanitarista Oswaldo Cruz. Ele esteve à frente de uma nova concepção de saúde pública e inovou em suas práticas e atividades, contribuindo com campanhas para a erradicação da febre amarela e peste bubônica, entre outras. Oswaldo Cruz, que também esteve presente no início da história de um dos maiores símbolos de produção de conhecimento e tecnologia do país – a Fundação Oswaldo Cruz - não relutou em reconhecer que a saúde é um desafio ao mesmo tempo individual e coletivo, princípios básicos que preconizaram o SUS.

No mês de fevereiro, outras 33 pessoas como médicos, pesquisadores, políticos, entidades, comunicadores e pessoas com relevante contribuição para a saúde brasileira foram homenageados com a “Medalha de Mérito Oswaldo Cruz”. O anúncio da outorga é feito por meio de decreto assinado pelo Presidente da República e pelo ministro da Saúde, e publicado no Diário Oficial da União (DOU).

Entre os condecorados estavam: o representante da OPAS, Joaquín Molina; a superintendente das obras sociais Irmã Dulce, Maria Rita Pontes; a liderança indígena e parteira, Iolanda Pereira da Silva; o médico infectologista e secretário de Saúde do estado de São Paulo, David Uip e entidades como a Rede Sarah de Hospitais de Reabilitação e a Força Aérea Brasileira (FAB), que contribui para o transporte de órgãos para transplantes no país. 

Por Victor Maciel da Agência Saúde
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580/3174

Fim do conteúdo da página