Ir direto para menu de acessibilidade.

Movimento Vacina Brasil

    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Agência Saúde
  6. >
  7. SESAI promove ações em alusão ao dia Mundial de Combate à Tuberculose
Início do conteúdo da página

SESAI promove ações em alusão ao dia Mundial de Combate à Tuberculose

Escrito por alexandreb.sousa | Publicado: Quarta, 28 de Março de 2018, 12h12 | Última atualização em Quarta, 28 de Março de 2018, 12h12

Em diversos DSEIs, o dia foi marcado por atividades de educação em saúde para estimular a consciência da população indígena para a importância da prevenção, diagnóstico,  e do tratamento da doença

Box Title

Foto:Divulgação Sesai/MSRealização de atividades educativas, em alusão ao Dia Mundial de Combate à Tuberculose, em diversos DSEI

Em alusão ao Dia Mundial de Combate à Tuberculose, lembrado no último sábado (24/03), a Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI/MS) promoveu atividades educativas em diversos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI). A iniciativa teve como objetivo chamar a atenção de profissionais de saúde e da própria população indígena para a importância da prevenção e do tratamento da doença.

No DSEI Manaus, as atividades tiveram início no dia 5 de março e foram concentradas nos Polos-Base de Kwata e Laranjal, no município de Nova Olinda do Norte (AM). A ação contou com as parcerias das Secretarias Municipais de Saúde de Nova Olinda e Borba (AM).

Nas regiões Sul e Sudeste do país, o DSEI Litoral Sul, responsável pela cobertura assistencial de parte dos indígenas residentes nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina, intensificou a ação na Aldeia Campo do Dia, com visitas domiciliares e realização de ações de educação em saúde. Além disso, houve um momento de mobilização para definição do fluxo de exames de diagnostico com o Município de Nova Laranjeiras (PR).

Em Mato Grosso do Sul (MS), região com a maior concentração de indígenas do país, o DSEI realizou ações de conscientização em todos os Polos-Base com a participação das Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena (EMSI) e da população indígena. Já os DSEIs Rio Tapajós, localizado no sudoeste do estado do Pará (PA), e Alto Rio Negro, situado na fronteira do Amazonas com a Colômbia, realizaram treinamento sobre o Manejo Clínico da Tuberculose, voltado aos profissionais de saúde.

“O Ministério da Saúde considera a população indígena prioritária para o controle da Tuberculose e, por isso, tem fortalecido as ações de combate à doença por meio da SESAI e suas representações nos municípios, que são os Distritos Sanitários Especiais Indígenas, em parceria com o controle social, gestões estaduais e municipais de saúde, laboratórios de saúde pública, dentre outros parceiros”, explica Estanislene Oliveira Brilhante, representante da Área Técnica de Controle da Tuberculose da SESAI.

Tuberculose - A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões, embora possa acometer outros órgãos e sistemas. No Brasil, a doença é um sério problema da saúde pública, com profundas raízes sociais. A cada ano, são notificados aproximadamente 70 mil casos novos e ocorrem cerca de 4,5 mil mortes em decorrência da tuberculose.

O principal sintoma da tuberculose é a tosse na forma seca ou produtiva. A sua transmissão é aérea - ocorre a partir da inalação de aerossóis. Ao falar, espirrar e, principalmente, ao tossir, as pessoas com tuberculose ativa lançam no ar partículas em forma de aerossóis que contêm bacilos.

A principal maneira de prevenir as formas graves da tuberculose em crianças é com a vacina BCG (Bacillus Calmette-Guérin), ofertada gratuitamente no Sistema Único de Saúde (SUS). A doença tem cura e o tratamento, que dura no mínimo seis meses, é gratuito e disponibilizado pelo SUS.

Por Felipe Nabuco, do Nucom SESAI, com informações do Portal Saúde
Atendimento à imprensa 
(61) 3315-2861/3580

Fim do conteúdo da página