Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Indígenas são atendidos em mutirão até sábado no Amazonas

Escrito por cristiane.carvalho | Publicado: Sexta, 11 de Maio de 2018, 17h15 | Última atualização em Segunda, 14 de Maio de 2018, 12h26

A previsão é de que sejam realizadas 350 cirurgias até o final do evento, entre elas catarata e hérnia. Também serão feitas consultas e exames

Crédito: Alejandro Zambrana/SESAI/MS

O mutirão da saúde "Sesai em Ação - Saúde Indígena Brasil Adentro" segue até este sábado (12), beneficiando mais de 17 mil índios atendidos pelo Distrito Sanitário Especial Indígena Médio Rio Purus e pelo DSEI Porto Velho, de Rondônia. O secretário Especial de Saúde Indígena, do Ministério da Saúde, Marco Antônio Toccolini, esteve no Amazonas, esta semana, para conferir pessoalmente as atividades do projeto na comunidade do Crispim, em Lábrea (AM). A ação, que é conduzida pela Sesai/MS conta com a participação de voluntários da ONG Expedicionários da Saúde e com o apoio logístico do Ministério da Defesa. Deverão ser realizadas 350 cirurgias em índigenas da região, durante os 7 dias de duração do evento.

Em visita à Aldeia Crispim, na terça-feira (08), o secretário acompanhou os atendimentos e exames nas áreas de oftalmologia, odontologia, clínica geral, ginecologia e pediatria, bem como os devidos encaminhamentos de pacientes para as unidades de média e alta complexidade na cidade de Lábrea. Dentre os principais procedimentos já realizados estão cirurgias de catarata, pterígio (um tipo de lesão ocular) e hérnias. A remoção dos pacientes é realizada em aeronaves da Força Aérea Brasileira. 

O Ministério da Saúde atua desde a triagem de pacientes até a logística e disponibilização de profissionais de saúde. Participam dessa operação 33 Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena (EMSI) que fazem parte do quadro da Sesai. Para a ação, o investimento financeiro da pasta é de R$ 600 mil. 

Para complementar as ações previstas no mutirão, a Sesai distribui material de saúde bucal, testes rápidos e preservativos. No último mutirão, realizado em novembro de 2017 no estado do Acre, foram realizados 4.451 atendimentos médicos e odontológicos, 5.699 exames e procedimentos e 400 cirurgias.

Ação para indígenas é apresentada à comunidade

Antes de seguir para a aldeia Crispim, o secretário apresentou, na segunda-feira (07), o projeto "Sesai em Ação" na prefeitura de Lábrea (AM). Toccolini destacou a importância da parceria para realização da ação. " Um trabalho desse porte exige a colaboração de órgãos e entidades que fortalecem as ações de saúde indígena no país. Tivemos a participação do Ministério da Defesa, da FUNAI, dos movimentos indígenas do Médio Purus, da Prefeitura e Câmara Municipal de Lábrea. Destaco ainda o engajamento dos trabalhadores da Sesai que são fundamentais para os bons resultados alcançados", ressaltou o secretário da Sesai.

No mesmo dia (07), foi inaugurada a nova Casa de Saúde do Indígena do Distrito Sanitário Especial Indígena Médio Rio Purus e Afluentes.  A unidade tem quase o dobro da capacidade de atendimento em comparação com a antiga. Durante o evento, também foram apresentadas danças indígenas da região.

Por Rafael Marshall, do Nucom Sesai para a Agência Saúde 
Atendimento à imprensa – Ascom/MS
(61) 3315-3580/2351/2745

 

 

Fim do conteúdo da página