Ir direto para menu de acessibilidade.

Dia Mundial de Luta Contra a Aids - 30 anos

    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Agência Saúde
  6. >
  7. Saúde indígena conta com reforço de novos veículos
Início do conteúdo da página

Saúde indígena conta com reforço de novos veículos

Escrito por neyfla.garcia | Publicado: Quarta, 08 de Agosto de 2018, 14h46 | Última atualização em Quinta, 09 de Agosto de 2018, 14h39

As 50 novas unidades irão beneficiar 28 Distritos Especiais de Saúde Indígena, ampliando o acesso à assistência

Crédito: Alejandro Zambrana/Sesai

Mais de 620 mil indígenas de todo país serão beneficiados com a entrega de 50 veículos para a saúde indígena. As vans irão beneficiar 47 Casas de Saúde Indígena (CASAI) distribuídas em 28 Distritos Sanitários Especiais de Saúde Indígena (DSEI). A entrega foi realizada pelo secretário Especial de Saúde Indígena, Marco Toccolini, nesta quarta-feira (08), em cerimônia simbólica para representantes de oito DSEIs.

“Essa entrega é muito importante para a saúde indígena e vai qualificar o transporte dessa população na busca do atendimento à saúde. Nós selecionamos os equipamentos que são adequados para atender essa população nas diferentes áreas de atendimento. Temos aldeias urbanas, aldeias distantes e até mesmo inacessíveis, em que só é possível chegar por outros meios de transporte. Com os novos veículos, teremos estrutura pra todo esse transporte”, destacou Toccolini.

Esses veículos serão utilizados no trasnporte de pacientes entre as aldeias e as casas de Saúde Indígena (CASAI). O investimento para a compra dos veículos (Renault Van 4X4) de R$ 8 milhões. Todos os 50 carros foram recebidos pela SESAI e serão enviadas aos DSEIs.As Casas de Saúde Indígena (Casai) que receberão os veículos integram 28 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI) dos 34 existentes.  

A assistência à saúde prestada à população indígena tem registrado importantes avanços nos últimos anos. A Sesai é responsável pela gestão do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena do SUS (SASISUS) e pela execução de ações de atenção básica e saneamento básico para cerca de 775 mil indígenas que vivem em 5.366 aldeias, a maioria delas em áreas remotas e de difícil acesso.

SAÚDE INDÍGENA

 A Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI-MS) ampliou em 28% do número de atendimentos realizados nas aldeias indígenas, quando comparados a 2016. Somente em 2017, foram realizados quase 3,8 milhões de atendimentos. Essa ampliação permitiu que mais mulheres indígenas realizassem consultas de pré-natal; que mais residências fossem visitadas pelas equipes de saúde e, com isso, ações de combate à malária e de vigilância nutricional fossem desenvolvidas com mais eficiência, além da atualização dos esquemas vacinais. Hoje, a cobertura vacinal, com esquema completo em menores de 5 anos, é de 80,6%.

A saúde indígena recebeu, em 2017, o maior investimento de recursos desde que o Ministério da Saúde passou a gerenciar a área: R$ 1,6 bilhão de reais. Este ano, o valor foi de 1,3 bilhões. Este recurso é destinado às melhorias da qualidade de vida dessa população, como custeio das ações, pagamento dos salários dos profissionais e investimentos em edificações e saneamento básico, além da aquisição de insumos e equipamentos.

Por Nivaldo Coelho, da Agência Saúde

Atendimento à imprensa – Ascom/MS

(61) 3315-3580/2351/2745

Fim do conteúdo da página