Ir direto para menu de acessibilidade.
Saúde do Viajante
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Agência Saúde
  6. >
  7. Hospitais do ES recebem recursos para equipamentos e serviços de saúde
Início do conteúdo da página

Hospitais do ES recebem recursos para equipamentos e serviços de saúde

Escrito por Ausinda Pereira | Publicado: Quarta, 15 de Agosto de 2018, 18h32 | Última atualização em Quarta, 15 de Agosto de 2018, 19h02

Os hospitais serão beneficiados com equipamentos digitais. Já as Santas Casas e APAES terão novos leitos de UTIs, além da habilitação de CER e de procedimentos cardiovasculares

A população do estado do Espírito Santo vai contar com novos equipamentos para reforçar o atendimento de saúde em hospitais, além de novas habilitações de recursos para Santas Casas e Centros Especializados em Reabilitação, que funcionam em APAEs. Ao todo, serão investidos R$ 18,2 milhões, recursos que incluem, ainda, a destinação a equipamentos e insumos como medicamentos, inseticidas e picapes para o trabalho de combate à malária no estado.

O Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes (HUCAM) da Universidade Federal do Espírito Santo, em Vitória, passa a contar com o recurso no total de R$ 3,3 milhões para aquisição de equipamentos que serão utilizados nos setores de cardiologia e cirurgia. Entre os equipamentos está um angiógrafo digital e a aquisição de 02 autoclaves.  O HUCAM possui 260 leitos SUS (99,23% do município) e responde por 20,19% das internações do município de Vitória e 7,48% dos atendimentos ambulatoriais. No município de Cachoeiro do Itaperim, o Hospital Evangélico terá R$ 1.7 milhão para aquisição de equipamentos de Raio-X e cirúrgicos.

As Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Cachoeiro de Itapemirim (estadual) e de Nova Venécia (municipal) irão receber cada uma R$ 1,7 milhão para apoio à saúde da pessoa com deficiência. As duas unidades serão habilitadas como Centro Especializado em Reabilitação (CER) e passarão a funcionar como ponto de atenção ambulatorial especializado em reabilitação para realização de diagnóstico, tratamento, concessão, adaptação e manutenção de tecnologia assistiva. Os repasses serão feitos do Fundo Nacional de Saúde para os fundos estadual e municipal, de acordo com a gestão de cada unidade.

A Santa Casa do município de Cachoeiro do Itapemirim vai receber R$ 2,4 milhões para habilitação de leitos de UTI. Dos serviços prestados pela unidade, mais de 80% são para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Já a Santa Casa de Vitória (HSCMV), na capital do Espírito Santo, gerida pelo governo estadual, vai contar com um reforço de R$ 4,3 milhões para habilitação na realização de procedimentos em cardiologia e vascular. O HSCMV é um hospital geral, de caráter filantrópico, que agrega atividades de ensino, pesquisa e assistência. As duas unidades terão os recursos incorporados ao Teto Financeiro de Média e Alta Complexidade (MAC), com repasse do Fundo Nacional de Saúde para o Fundo Estadual de Saúde.

MALÁRIA NO ESPÍRITO SANTO

O Ministério da Saúde apoia o estado do Espírito Santo na investigação de casos autóctones de malária causados pelo Plasmodium falciparum; bem como orienta sobre a investigação do surto e a intensificação das medidas de vigilância, prevenção e controle da doença.

O Espírito Santo está abastecido pelo Ministério da Saúde de insumos estratégicos, como medicamentos antimaláricos, testes para diagnóstico rápido e inseticidas para as ações de controle vetorial. Em caráter emergencial, a Pasta já enviou ao estado 575 tratamentos para malária falciparum, 1199 ampolas para tratamento de malária grave e 2.400 comprimidos, 1.125 testes rápidos e 520 cargas de inseticida Etofenprox e 50 litros de lambdcialotrina. Além disso, um técnico do Ministério está no Espirito Santo para acompanhar as ações do estado no controle do surto.

Os insumos permitem a realização de diversas ações nestes municípios, como a borrifação intradomiciliar, termonebulização, diagnóstico, tratamento e educação em saúde. A população desses municípios está recebendo orientações de proteção individual e a indicação de procurar os serviços de saúde, no caso dos primeiros sintomas.  O núcleo do Ministério da Saúde do Espírito Santo disponibilizou veículos para dar suporte aos municípios.

Este ano, até o dia  14/08, o Ministério da Saúde foi notificado de 127 casos autóctones no município de Vila Pavão e Barra de São Francisco, município vizinho. Todos os casos são malária por Plasmodium falciparum e estão em tratamento. As localidades acometidas são todas rurais: Conceição do XV, Córrego Praça Rica, Córrego Paraíso, Córrego Volta Grande, Córrego São Estêvão, Córrego do Poaia e Assentamento Três Corações. A maioria dos casos registrados no Estado e na região Extra-Amazônica é importada dos estados da região Amazônica ou de outros países endêmicos, principalmente do continente africano. Esses surtos podem ser evitados com a suspeição, diagnóstico e tratamento oportunos dos casos importados, considerando o deslocamento do paciente para áreas onde há transmissão da doença.

VACINAÇÃO CONTRA PÓLIO E SARAMPO

Para a campanha de vacinação contra pólio e sarampo, o Espírito Santo recebeu 510,7 mil doses de um investimento de R$ 2,9 milhões. No Estado, o público-alvo da campanha é de aproximadamente 201,8 mil pessoas.

A nova Campanha Nacional de Vacinação Contra a poliomielite e sarampo começou no dia 6 de agosto e vai até o dia 31/08. O dia D de mobilização nacional será neste sábado (18).

Por Zinda Perrú e Nivaldo Coelho, da Agência Saúde

Atendimento à imprensa

(61) 3315-3880 / 3587

Fim do conteúdo da página