Ir direto para menu de acessibilidade.
Situações Emergenciais em Saúde
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Agência Saúde
  6. >
  7. Ministro da Saúde participa do 56º Conselho Diretor da OPAS nos EUA
Início do conteúdo da página

Ministro da Saúde participa do 56º Conselho Diretor da OPAS nos EUA

Escrito por Newton Palma | Publicado: Segunda, 24 de Setembro de 2018, 18h06 | Última atualização em Segunda, 24 de Setembro de 2018, 18h23

Evento realizado na sede da OPAS, em Washington, nos Estados Unidos, visa estabelecer prioridades de saúde para as Américas

O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, participa até está segunda-feira (24), em Washington (EUA), com outros ministros da Saúde e altas autoridades dos países e territórios membros da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) do 56º Conselho Diretor da OPAS. O encontro visa debater políticas de saúde regionais e fixar prioridades de cooperação técnica e colaboração entre os países.

Durante a abertura no domingo (23), Gilberto Occhi reafirmou o compromisso brasileiro de desenvolver políticas públicas que promovam os pilares do crescimento econômico, inclusão social e proteção ambiental da Agenda 2030.

“Momentos como esse representam oportunidades para reafirmarmos princípios como a igualdade, solidariedade e direito à saúde e para refletirmos sobre qual caminhos queremos seguir”, disse, ressaltando que já estão em curso os preparativos para a Reunião de Alto Nível das Nações Unidas sobre Cobertura Universal de Saúde que ocorrerá em 2019.
 
Além da plenário do Conselho Diretor, o ministro Gilberto Occhi participou de reuniões bilaterais com os ministros de Saúde do Panamá e do Paraguai. Occhi também se reuniu com a diretora da OPAS, Carissa Etienne, e outros países membros do Conselho Executivo da Organização Mundial da Saúde, como Colômbia, Chile, Jamaica, México e Estados Unidos.

MEMORANDO DE ENTENDIMENTO

Durante o encontro com o ministro da Saúde do Panamá, Miguel Mayo Di Bello, foi assinado Memorando de Entendimento que irá constituir marco institucional para cooperação na área de saúde entre os dois países.

Sistemas e serviços de saúde; estratégia de saúde da família; redes integradas de serviços de saúde baseados na atenção primária à saúde; acesso a tecnologias de saúde rentáveis; desenvolvimento de capacidades, formação e gestão de recursos humanos em saúde; cumprimento da Convenção-Quadro da OMS para o Controle do Tabaco e do Protocolo para a Eliminação do Comércio Ilícito de Produtos de Tabaco, estão entre os temas contemplados.

CONSELHO EXECUTIVO DA OMS

A Assembleia Mundial da Saúde é o órgão decisório da OMS. Realizada anualmente em Genebra, Suíça, conta com a participação de delegações de todos os Estados-membros da OMS e trabalha com base na agenda preparada pelo Conselho Executivo da Organização. O Conselho Executivo é composto por 34 Estados-membros, eleitos pela própria Assembleia para um mandato de três anos. Atualmente, o Brasil é membro do Conselho para o período 2017-2020 e será o Presidente da 144ª sessão do Conselho, a realizar-se em Genebra, em janeiro de 2019.

Dentre os principais temas já definidos para serem debatidos no próximo Conselho Executivo estão poliomielite, escassez e acesso a medicamentos e vacinas, saúde dos refugiados e migrantes, resultados das reuniões de alto nível sobre tuberculose e doenças crônicas. O Brasil propôs um novo item de agenda do Conselho Executivo sobre a padronização das nomenclaturas de dispositivos médicos, que são tecnologias essenciais para o acesso universal à saúde.

Por Ana Cláudia Amorim, da Agência Saúde
Atendimento à imprensa
(61) 3315-2861/3580

Fim do conteúdo da página