Ir direto para menu de acessibilidade.

Movimento Vacina Brasil

    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Notícias SESAI
  6. >
  7. SESAI inaugura Unidade Básica de Saúde Indígena na Aldeia Katõ (PA)
Início do conteúdo da página

SESAI inaugura Unidade Básica de Saúde Indígena na Aldeia Katõ (PA)

Escrito por Gustavo Frasão | Publicado: Quarta, 26 de Setembro de 2018, 16h26 | Última atualização em Quarta, 26 de Setembro de 2018, 16h33

Indígenas comemoram ampliação dos serviços de saúde na região e dizem que essa é uma conquista de muitos anos de luta

Foto de Luís Oliveira

Comunidades que vivem na região da Aldeia Katõ, às margens do rio Kabitutu, no território do Distrito Sanitário Especial Indígena Rio Tapajós (DSEI), no Estado do Pará, passaram a contar neste mês de setembro com uma Unidade Básica de Saúde Indígena (UBSI), onde terão acesso à assistência médico-odontológica básica. Inaugurada no último dia 20 pelo secretário Especial de Saúde Indígena, Marco Toccolini, a UBSI vai beneficiar aproximadamente 1,5 mil pessoas daquela região. Para concretizar o projeto, a Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI) do Ministério da Saúde (MS) investiu cerca de R$ 1,43 milhão.

Foi em clima de festa a inauguração da UBSI. O evento reuniu grande quantidade de indígenas, que há muitos anos aguardava por uma estrutura bem organizada para a prestação de serviços de saúde básica. O secretário Marco Toccolini, recebido com entusiasmo pela comunidade, dimensionou a importância da UBSI: “Estou muito feliz de estar aqui, neste momento tão especial para a comunidade e para nós. Estamos entregando a esse povo uma unidade de saúde de qualidade, com consultórios médico-odontológico bem estruturados, que trarão para essa gente mais dignidade na assistência à saúde”.   

Serviços oferecidos

As comunidades locais têm à disposição Equipe Multidisciplinar de Saúde Indígena (EMSI), formada por médico, dentista, enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliar de saúde bucal, Agente Indígena de Saúde (AIS) e Agente Indígena de Saneamento (AISAN). São esses profissionais que prestam atendimentos em consultas clínicas em geral, fazem acompanhamento de pacientes com doenças crônicas, vacinação, coleta de material para exames, cuidados com a saúde infantil, procedimentos curativos básicos, tratamentos básicos em odontologia. A UBSI tem, também, uma farmácia com medicação da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAME).

O cacique Arnaldo kabá Munduruku, presente à inauguração da UBSI na Aldeia Katõ, expressou o sentimento do povo que compareceu ao evento e também daqueles que não puderam prestigiar a festa: “A comunidade está muito alegre hoje, porque esse é um presente muito importante que estamos ganhando, foi muita luta para conseguir isso dentro da aldeia. Aqui é tudo muito longe, é muito importante para nós. É um presente que vai ficar para os meus netos, meus parentes. Todos os aldeados chegam aqui no Polo, vai servir muito bem”.

Para o ex-presidente do Condisi do DSEI Rio Tapajós, Sandro Waro Munduruku, “é muito importante a gente receber essa unidade da SESAI, graças a Deus depois de muita luta a gente vem recebendo conquistas, vitórias que estão sendo concluídas. Foi com muita dificuldade, mas o empenho, o esforço de cada um fez a gente conseguir hoje essa unidade, concluir essa etapa de construção de UBSI para o povo Munduruku dessa região”. 

A estrutura física da UBSI conta, também, com alojamentos para as EMSI, além de sala de radiofonia, almoxarifado, lixeiras para coleta seletiva e sistema próprio de abastecimento d’água. Mais que estrutura física, o secretário Marco Toccolini destacou a importância das EMSI, que empenham esforços para garantir assistência médico-odontológica aos indígenas: “Esses profissionais viajam horas em barcos entre rios e igarapés para chegar às aldeias e merecem todo nosso respeito. A SESAI valoriza imensamente o trabalho dessas pessoas, porque sem elas não alcançaríamos nossos objetivos com os povos indígenas”.

Cleidiane Carvalho Ribeiro dos Santos, coordenadora do DSEI Rio Tapajós há 11 anos, destaca que a implantação da UBSI na Aldeia Katõ representa um ganho bastante significativo para a região. “A cada dia é uma nova perspectiva em relação ao avanço da assistência à saúde para o povo indígena. Aqui na área do Polo Base Katõ, temos 18 aldeias e a região é de difícil acesso. Essa UBSI vai ajudar muito os indígenas do Alto Tapajós”, disse.

DSEI Rio Tapajós

Atende as populações indígenas Munduruku, Munduruku-cara-preta, Kaiapó, Kayabi, Apiaká, Ava-canoeiro, Tembé, Cumaruara e Maitapu, totalizando 12.570 indivíduos distribuídos em 142 aldeamentos. Dos 11 Polos Base, nove estão localizados no município de Jacareacanga, um em Itaituba e um em Novo Progresso, sendo que todos possuem Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena (EMSI). O DSEI Rio Tapajós conta, ainda, com quatro Casas de Saúde Indígena (Casai) nos municípios de Itaituba, Jacareacanga, Novo Progresso e Santarém, todos no Estado do Pará.

Para ver todas as fotos da inauguração da Unidade Básica de Saúde Indígena, clique aqui!

Por Marcelo de Paiva, da Comunicação SESAI
Atendimento à imprensa: (61) 3315.3580

Fim do conteúdo da página