Ir direto para menu de acessibilidade.
Saúde do Viajante
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Notícias SGTES
  6. >
  7. Ministério da Saúde inicia as atividades do PET-Saúde/Interprofissionalidade
Início do conteúdo da página

Ministério da Saúde inicia as atividades do PET-Saúde/Interprofissionalidade

Escrito por Gustavo Frasão | Publicado: Sexta, 30 de Novembro de 2018, 11h43 | Última atualização em Sexta, 30 de Novembro de 2018, 11h43

Evento oficializou o início do programa, que teve como eixo temático a Educação Interprofissional e as Práticas Colaborativas em saúde

Nos dias 26 e 27 de novembro, a capital Brasília sediou a 1ª Oficina com os coordenadores do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde). A nona edição do programa teve como eixo temático a Educação Interprofissional e as Práticas Colaborativas em saúde.

“O PET-Interprofissionalidade consiste em uma das estratégias mais promissoras que compõe o conjunto das ações do plano de Educação Interprofissional do Brasil, pelo fato de permitir, de forma mais concreta, a realização de iniciativas que poderão colocar em prática os aspectos teóricos, por meio da atividades educacionais envolvendo estudantes das mais diversas graduações da área da saúde, compartilhadas com profissionais dos serviços de saúde e usuários, o que viabilizará o desenvolvimento de práticas colaborativas para o efetivo trabalho em equipe”, explicou a diretora do Departamento de Gestão da Educação na Saúde da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde(DEGES/SGTES/MS), Cláudia Brandão.

O PET-Saúde/Interprofissionalidade faz parte do conjunto de ações do Plano para a Implementação da Educação Interprofissional (EIP) no Brasil, conforme chamado realizado pela Organização Pan Americana da Saúde (OPAS / OMS) no ano de 2016.

Todas as regiões do país foram contempladas com projetos aprovados para a edição do PET-Saúde/Interprofissionalidade. Ao todo, 120 projetos foram aprovados, com aproximadamente 7.000 participantes - dentre estudantes de graduação da área da saúde, docentes, profissionais e gestores dos serviços de saúde - que estarão envolvidos nas ações do programa durante dois anos.

Durante a oficina, os 120 coordenadores do PET-Saúde/Interprofissionalidade receberam orientações sobre os aspectos operacionais do programa – atribuições e compromissos -  e debateram sobre as bases conceituais e metodológicas da Educação Interprofissional (EIP), além de uma ampla discussão sobre os mecanismos de avaliação, monitoramento e acompanhamento dos projetos que serão realizados pelo ministério da saúde.

Ao final do evento, que contou com a participação do Ministério da Educação, Rede Brasileira de Educação e Trabalho Interprofissional em Saúde (REBETIS) e da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS/OMS), foi lançado um conjunto de publicações para apoiar o processo de implementação dos projetos PET-Saúde/Interprofissionalidade.

Por Natalia Pinheiro, do NUCOM/SGTES
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580

Fim do conteúdo da página