Ir direto para menu de acessibilidade.
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas Notícias
  4. >
  5. Notícias SVS
  6. >
  7. Brasil doa vacinas contra varicela ao Peru
Início do conteúdo da página
Doação de Sangue

Brasil doa vacinas contra varicela ao Peru

Escrito por Tatiana Teles | Publicado: Terça, 27 de Fevereiro de 2018, 17h07 | Última atualização em Quarta, 28 de Fevereiro de 2018, 11h01

A doação brasileira permitiu o início da campanha de imunização infantil no país

Box Title

Crédito: Divulgação/Nucom AISA

Brasil doou ao governo do Peru 100 mil doses de vacinas contra varicela em caráter de cooperação humanitária

O Ministério da Saúde do Brasil doou ao governo do Peru 100 mil doses de vacinas contra varicela em caráter de cooperação humanitária. A ação foi determinante para iniciar a campanha de vacinação contra varicela no país, lançada no dia 23 de fevereiro no "Hospital Niño de Breña", referência nacional em pediatria. O presidente peruano, Pedro Pablo Kuczynski, e o ministro da Saúde, Abel Salinas Rivas, participaram do evento.

A varicela, também conhecida como catapora, é uma infecção aguda, altamente contagiosa, que provoca irritação e bolhas na pele. É causada pelo vírus da varicela zoster e transmitida de pessoa a pessoa pelo contato direto ou com secreções respiratórias. No Brasil, a vacinação contra a varicela está incluída no calendário nacional de vacinação do SUS e é oferecida gratuitamente à população.

As ações de cooperação humanitária internacional para doação e recebimento de medicamentos são coordenadas entre o Ministério da Saúde e a Agência Brasileira de Cooperação (ABC/MRE).

COOPERAÇÃO HUMANITÁRIA

A cooperação humanitária realizada pelo Brasil contribui para apoiar outros países em situação de necessidade emergencial. As doações não privam os brasileiros do direito ao acesso a medicamentos, que são doados apenas se não comprometer o abastecimento nacional.

O Brasil também é grande receptor de doações de medicamentos em situações emergenciais de desabastecimento. Além do dever moral de auxiliar países e pessoas em situação de necessidades básicas de saúde, as ações de cooperação humanitária também reforçam o compromisso institucional que o Brasil tem com a cooperação internacional, princípio consagrado na Constituição brasileira. Como consequência, a projeção internacional do Brasil é fortalecida. Em 2017, o Brasil efetuou 26 e recebeu 29 cargas de doações de insumos e medicamentos no âmbito da cooperação humanitária internacional.

Por Anna Lima, do Nucom AISA
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580/2005/3835

Fim do conteúdo da página