Ir direto para menu de acessibilidade.
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Saúde de A a Z
  4. >
  5. Projeto Lean nas Emergências
Início do conteúdo da página

Projeto Lean nas Emergências: redução das superlotações hospitalares

Escrito por Gustavo Frasão | Publicado: Sexta, 05 de Outubro de 2018, 15h43 | Última atualização em Sexta, 14 de Dezembro de 2018, 15h22

O que é o Projeto Lean nas Emergências?

  • É um projeto do Ministério da Saúde desenvolvido por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS - Proadi/SUS, executado em parceria com o Hospital Sírio-Libanês.
  • Período: Triênio de 2018 a 2020
  • Meta até 2020: 100 serviços de urgência reestruturados/450 profissionais capacitados e 180 protocolos clínicos implantados

*100 hospitais na intervenção e até 200 hospitais na Comunidade (Plataforma Interativa)


OBJETIVO: Reduzir a superlotação nas urgências e emergências de hospitais públicos e filantrópicos por meio do uso da metodologia Lean. Essa metodologia visa melhorar a gestão racionalizando recursos, otimizando espaços e insumos.

COM O PROJETO LEAN NAS EMERGÊNCIAS É POSSÍVEL...

Quais são os critérios de elegibilidade?

A participação dos hospitais no projeto acontecem em ciclos, que iniciam a cada seis meses.

As Instituições de saúde fazem suas inscrições por meio de um endereço de email indicado na véspera de abertura de um novo ciclo. A instituição deve atender a alguns critérios essenciais de elegibilidade, que consideram a estrutura, governança institucional e algumas características da emergência.

Contextualizando...

Qual a crise a ser solucionada pelo Projeto Lean nas Emergências?

  • Serviços de urgência (Pronto Socorro) sempre lotados
  • Dificuldade de internação de pacientes
  • Recusa de recebimento de ambulâncias
  • Transporte fragmentado e desorganizado
  • Ausência de atendimento especializado
  • Atendimento e lotação nos serviços de urgência de pacientes de baixo risco

Ciclos do Projeto

 

Metodologia Lean

A Metodologia Lean é uma filosofia de melhoria de processos baseada em tempo e valor, desenhada para assegurar fluxos contínuos e eliminar desperdícios e atividades de baixo valor agregado. Na tradução livre, Lean, em Português, quer dizer "enxuto".

Indicadores

  • NEDOCS sigla em inglês para Escala de Superlotação do Departamento Nacional de Emergência) mede o grau de superlotação do pronto-socorro e o risco dela para aos pacientes
  • LOS sigla em inglês para Length of Stay) é que mede tempo de permanência do paciente no pronto socorro

Ferramentas

O que é o 5S?

É uma das ferramentas da Metodologia Lean que nos ajuda a criar a cultura da disciplina, identificar problemas e gerar oportunidades para melhorias. A proposta do 5S é diminuir o desperdício de recursos e espaço de forma a aumentar a eficiência operacional.

O 5S, nada mais é que o SENSO DE:

- Utilização
- Organização
- Limpeza
- Saúde e Higiene
- Autodisciplina

Sobre o Proadi/SUS

  • O Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS) é financiado com recursos de isenção fiscal, concedida aos hospitais filantrópicos, com excelência reconhecida pelo Ministério da Saúde. O Programa visa promover a melhoria das condições de saúde da população. No novo triênio 2018-2020, o Proadi-SUS conta com aproximadamente 40 projetos sob a gestão da Secretaria de Atenção à Saúde- SAS/MS.
  • O PROADI-SUS permite a transferência, desenvolvimento e incorporação de novos conhecimentos e práticas em áreas estratégicas para o SUS por meio da execução de projetos de apoio e na prestação de serviços de saúde ambulatoriais e hospitalares, enquadrados em áreas específicas, estabelecidas pela Lei nº 12.101, de 27 de novembro de 2009.

Principais Resultados

  • Diminuição do tempo de espera no atendimento na portade emergência e agilidade na busca de leito
  • Aumento do giro de leitos
  • Engajamento da equipe e o apoio da direção
  • Medidas assertivas de gestão e reabastecimento de medicamentos.
  • Mais qualidade nos serviços prestados
  • Redução do tempo médio de permanência
  • Novo fluxo de atendimento ao paciente e de trabalho da equipe envolvida
  • Maior agilidade das atividades voltadas a assistência e melhor orientação das equipes para a "tomada de decisão”
  • Construção coletiva do Plano de Contingência
  • Aumento da satisfação dos usuários e dos colaboradores atuantes na unidade

Plataforma Interativa

  • Chamada de “Comunidade Lean nas Emergências” a plataforma digital foi criada com o objetivo de promover oportunidades de aprendizado, aprimorar as práticas de gestão e contribuir com a qualidade da saúde da população, entre os hospitais envolvidos no projeto.
  • No endereço: leannasemergencias.com.br , é possível ter acesso a informações sobre o Projeto Lean nas Emergências; como o projeto impactará na saúde pública do país; quantos ciclos compõem o projeto; quais os critérios para participação dos hospitais ; o que é a metodologia Lean; entre outras informações.
  • A plataforma digital possui duas interfaces, uma aberta ao público em geral e outra para acesso restrito das instituições participantes, voltada para o compartilhamento de experiências e boas práticas entre os hospitais do SUS. As instituições membros da Comunidade também serão capacitados para executarem projetos de baixa complexidade, participar de fóruns de discussão e disseminar e impulsionar a cultura Lean nas organizações públicas de saúde.

Alguns Depoimentos


Andrea Prestes/HUGOL

Dagoberto Miranda Barbosa/HUGOL

Gilson Júnior/HUGOL

Adriano Barbosa/ HUGOL

Guilherme Rodrigues/HUGOL

Guillermo Sócrates/HUGOL

Janine de Paula /HUGOL

Josy Daiane /HUGOL

Luiz Carlos de Freitas/HUGOL

Luiz Sampaio /HUGOL

"O projeto LEAN é algo desafiador. Mas não há nada que nos mova mais do que desafios. Arrisco dizer que era justamente o desafio que nos faltava para ver que unidos somos capazes de ir além. O nosso objetivo final se traduz em alcançar as metas, mas o que me faz brilhar os olhos é ver o paciente recebendo um melhor atendimento e tendo um cuidado de verdade por parte dos profissionais de saúde envolvidos. Ao meu ver, o legado que o projeto nos deixou foi a implantação de canais de comunicação, através dos quais podemos nos articular para conseguir atravessar com mais facilidade os percalços que surgem no dia-a-dia visando sempre o nosso bem maior que são os pacientes. Agradeço a oportunidade de participar deste projeto e tenho certeza que hoje tenho outro olhar enquanto servidora pública: é possível fazer mais e melhor com o que temos, basta querer!"
Mayara Godinho de Souza Camelo - Representante do Laboratório - Hospital Regional de Ceilândia- DF

"Quando o Sírio Libanês chegou com o Projeto Lean e o NRAD foi convidado para participar das reuniões, nós do NRAD ficamos ansiosos: era um momento de mudança de estrutura da SES e estávamos iniciando nossa trajetória ligados à DHRC. Tudo muito novo, mas nos empolgamos com a possibilidade de estarmos construindo uma nova história para os pacientes do HRC e, consequentemente, para os pacientes que um dia poderiam vir para a Internação Domiciliar. Participar dos "rounds" diários trouxe-nos conhecimento de toda gigante complexidade de se gerenciar leitos. Essa rotina diária, fez com que o hospital compreendesse nosso papel na Desospitalização e qual o perfil de paciente assistimos. Enfim, houve um grande ganho para nossos pacientes. Muito se fez e muito aprendemos. Talvez o mais importante aprendizado tenha sido o de que sozinhos pouco transformamos."
Raíssa de Aquino Rodrigues Ferreira- Odontóloga - NRAD - Hospital de Ceilândia – DF

"Metodologia Lean nas Emergências é uma ferramenta de trabalho, extremamente, valiosa. Onde vimos e vivenciamos melhorias do ambiente e processos de trabalho, proveniente dos nossos esforços e sem gastos financeiros. Percepção melhorada de organização, limpeza e adequação de espaços.Conseguimos alcançar objetivos, que não esperávamos, como por exemplo, desospitalizar quase 15 pacientes, com mais de 100 dias de internação (até pacientes de outros estados), otimizar salas cirúrgicas e maior rotatividade dos pacientes da ortopedia.Porém, tem que haver envolvimento de todos os servidores, e isso, não aconteceu. Outra questão, a capacidade do hospital é pequena, para o tamanho da região e mais a rede de entorno."
Flávia Granja da Silva - Enfermeira e Coordenadora Sala Vermelha e Amarela - Hospital Regional de Ceilândia – DF

"A metodologia Lean, tem sido de suma importância para a condução dos nossos trabalhos na emergência do HRC. É um projeto desafiador, pois o pronto socorro é um lugar que vivencia muitos problemas. Posso afirmar que era o que estava faltando para a equipe multiprofissional melhorar o trabalho em equipe. Assim alcançaremos melhor os nossos objetivos. Sem dúvida todos nós sonhamos com uma demanda reduzida e que possamos atender os usuários com mais agilidade e dignidade. Tornando assim a emergência do HRC uma emergência de referência ao público que nos procura."
Izabel Cristina de Sousa –Supervisora da Emergência - Hospital Regional de Ceilândia - DF

"É uma honra perceber que o esforço coletivo da equipe do HUGOL ocasionou na melhoria dos fluxos intrahospitalares da unidade e que isso acarretará, também, no aprendizado mútuo com os demais participantes do projeto, de vários Estados, possibilitando que a saúde pública no País dê passos largos rumo à excelência operacional”.“Quero registrar a minha satisfação em acompanhar o que está acontecendo no HGG! Estou “convivendo” com o HGG há 19 meses, nesse período conquistamos muitas coisas bacanas, ultrapassamos barreiras, que mesmo o mais otimista (e eu sou) duvidaria ser possível.Ainda não acabou, temos muita coisa a fazer, e faremos. Mas o Lean nas emergências, tem mostrado o que a mim mais interessa: a sinergia entre as pessoas e a visão sistêmica entre as áreas, mas se eu pudesse resumir em uma única palavra, seria “Envolvimento”.Temo em nominar pessoas envolvidas no projeto e cometer o erro grave de esquecer alguém, mas me lembro da nossa primeira reunião lá no HGG, onde eu disse que não fracassaríamos por falta de envolvimento e estamos cumprindo o prometido!Muito obrigado a cada um de vocês! Equipe do HGG e Consultoria!Estamos tendo a oportunidade de fazer a diferença na vida de pacientes desprovidos de recursos e muitas vezes esquecidos!Quem me conhece mais de perto, sabe que sou um sujeito “intenso”, mas também sou muito grato pelas oportunidades que a vida me dá!! Profissionalmente, estou tendo uma baita oportunidade de crescimento."
Clebio Campos Garcia - Diretor Executivo – Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês

"Fico feliz em ver o envolvimento da equipe do Hospital Geral do Grajaú - HGG. Everton quero parabenizar você e a toda equipe do Lean, pela dinâmica, pelas cobranças e pela proposta. O fato de mexer na caixinha das pessoas incomoda, causa medo, ansiedade e diversos sentimentos do novo, mas quando o resultado se torna positivo, traz união entre todas as especialidades e todos se tornam um (superintendência, coordenação, supervisão, médicos, enfermeiros, nutrição, fisioterapia, fonoaudiologia, serviço social, psicologia, auxiliares de enfermagem, auxiliares administrativos, equipe da limpeza, higiene e segurança), não tem preço. Orgulhosa em ver o envolvimento da superintendência tanto do Instituto, quanto do Grajaú. Eles vestiram a camisa, nos apoiaram, participaram e trabalharam para que tudo fosse possível acontecer. Meu sentimento se resume em orgulho, satisfação e felicidade por poder fazer parte deste processo e creio que de muitos outros que virão, que este processo seja enraizado e contínuo, que sempre possamos nos capacitar para alcançar mais e mais nosso objetivo que é prestar a melhor assistência ao paciente."
Verônica Miranda Soares - Supervisora do Núcleo Interno de Regulação – Hospital Geral do Grajaú

"O Simulado veio contemplar o trabalho de equipe realizado nestes últimos dias. Todos animados e engajados. Orgulho em fazermos parte! Parabéns a todos!!!! Parabéns a equipe de consultores por nos conduzirem e estimularem ao nosso melhor! Parabéns ao nosso corpo diretivo pelo apoio e pelas oportunidades de aprendizado!"
Vanessa Manchado - Supervisora de Nutrição – Hospital Geral do Grajaú

"Fazendo uma análise desde o início do processo em junho, tivemos a oportunidade de conhecer a Metodologia Lean com consultores capacitados e demonstraram a eficácia da ferramenta aplicada na indústria com excelentes resultados. Eles nos mostraram que na prática hospitalar podemos realizar um processo enxuto, agregando valores com redução de desperdícios.Realizando o simulado comprovamos que, quanto mais envolvemos a equipe multiprofissional, melhor será nosso resultado, pois percebemos as fragilidades do processo, como foi mencionado no briefing.Oportunidade de melhoria precisa ser encarada como a oportunidade de realizar uma assistência segura e com qualidade.Finalizar o simulado com esse resultado, nos fortalece como grupo, reforça a cultura HGG de ser: Motivado e engajado até o fim.Acredito que cada um de nós vamos estar empenhados em não deixar o 5S e todas as propostas do projeto enfraquecer."
Jucileide Rocha da Silva - Apoio da Supervisão do Materno Infantil – Hospital Geral do Grajaú

"Equipe vocês arrasaram em todos os sentidos.Trabalho em equipe, entregas, planejamento, organização, mudança de cultura, cultura centrada no paciente, análise de riscos, segurança.Vocês demonstraram que um trabalho assim é possível desde que o envolvimento de todos e participação sejam compartilhados.Cada dia aprendo mais com vocês e acima de tudo conheço pessoas maravilhosas que se preocupam e ofertar uma assistência de alta qualidade e segurança. Vamos que vamos, nosso trabalho está só começando, que a cultura da qualidade e melhoria contínua seja parte integrante do DNA do HGG.Orgulho de ver corredores vazios, assistência de qualidade e envolvimento multidisciplinar.Uma cultura centrada no paciente sem barreiras ou muros."
Amanda Robledo - Superintendente Administrativa – Hospital Geral do Grajaú

"Gente que orgulho ver o trabalho de todos vocês. Não darei nomes já que todos contribuíram com o simulado, que não podia ter dado mais certo. Vocês estão criando uma referência nacional e o engajamento de todos fez uma diferença muito grande. Obrigado Clebio, Amanda e a toda equipe, sem a qual não faríamos nada. Em especial a Marcia, que foi fundamental no projeto. Sem esquecer da Carol e Marina, que como sempre, foram nota 10!Parabéns mais uma vez!"
Gustavo Sica - Coordenador Médico do Pronto Socorro - Hospital Geral do Grajaú

"Estamos a 153 dias sem nenhum paciente no corredor. Essa tem sido nossa realidade! Aplicando os indicadores do Projeto Lean no monitoramento dos pacientes no PA. Sempre com o foco na melhoria dos serviços para o usuário." (Depoimento dado em setembro/2018)
Renata Nogueira Duran - Diretora-adjunta do Hospital Geral de Palmas

"Com a metodologia Lean foi possível identificar os gargalos e realizar ações para melhorar o desempenho das equipes e melhor utilização dos espaços. Já para os pacientes, observamos a diferença na diminuição do tempo de espera no atendimento na porta de emergência e agilidade na busca de leitos para acomodar aqueles que eventualmente aguardam fora de leito."
Valdir Ferreira, Diretor Geral do - Hospital Regional de São José – São José/SC

Fim do conteúdo da página