Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Trabalho, Educação e Qualificação

PROFAPS

Escrito por Alessandra Bernardes | Publicado: Segunda, 26 de Junho de 2017, 11h33 | Última atualização em Terça, 22 de Agosto de 2017, 18h29

O Programa de Formação de Profissionais de Nível Médio para a Saúde (PROFAPS), de alcance estrutural e nacional, teve suas diretrizes de implementação definidas na Portaria GM/MS nº 3.189 de 18 de dezembro de 2009. Esse Programa vem ao encontro das necessidades de formação apontadas pelo Sistema Único de Saúde, que exige profissionais com capacidade de atuar nos diferentes contextos e serviços, de forma a contribuir para promover a melhoria de indicadores de saúde, em qualquer nível do Sistema.

Objetivo e meta

O objetivo do PROFAPS é qualificar e/ou habilitar trabalhadores em cursos de Educação Profissional para o setor saúde, já inseridos ou a serem inseridos no SUS. A proposta deste projeto está inserida em uma realidade onde a oferta de cursos nesta área é escassa, principalmente em regiões como o Norte e o Nordeste, justamente onde as demandas por qualificação de recursos humanos são maiores.

Para que esta meta seja alcançada, será necessária uma mobilização e articulação de vários segmentos públicos e privados, tais como escolas: técnicas, instituições de ensino superior, conselhos profissionais, serviços de saúde e principalmente dos gestores estaduais e municipais do SUS.

O propósito do PROFAPS é contribuir para a melhoria da Atenção Básica e Especializada, capacitando pessoas nas seguintes áreas:

  1. Técnico em Radiologia;
  2. Técnico em Biodiagnóstico com habilitação em: Patologia Clínica, Citotécnico e Hemoterapia;
  3. Técnico em Manutenção de Equipamentos;
  4. Técnico em Higiene Dental – THD/ Auxiliar de Consultório Dentário;
  5. Técnico em Prótese Dentária;
  6. Agente Comunitário de Saúde – Formação Inicial Técnico em Vigilância Ambiental, Epidemiológica e Sanitária;
  7. Técnico de Enfermagem: Especialização Técnica de Cuidadores para pessoas idosas;
  8. Especialização Técnica para Assistência de Enfermagem em Diálise.

A execução técnica-pedagógica dos cursos de formação de trabalhadores, prioritariamente, estará a cargo das Escolas Técnicas do SUS, Escolas de Saúde Pública e Centros Formadores vinculados aos gestores estaduais e municipais de saúde.

 

Fim do conteúdo da página