Ir direto para menu de acessibilidade.

Sarampo mata. A vacina é a única maneira de prevenir a doença

Início do conteúdo da página

Vigilância em Saúde

Vigiar

Escrito por alexandreb.sousa | Publicado: Terça, 30 de Maio de 2017, 10h09 | Última atualização em Terça, 29 de Agosto de 2017, 12h09

A poluição atmosférica deixou de ser uma característica associada exclusivamente às grandes metrópoles ou polos industriais. Seus impactos também podem ser identificados em situações de queima de biomassa, de atividades de mineração e de uso de técnicas de pulverização de agrotóxicos, dentre outras. Diante disso, o Ministério da Saúde estruturou a partir de 2001 a Vigilância em Saúde de Populações Expostas à Poluição Atmosférica (Vigiar). Seu objetivo é desenvolver ações de vigilância para populações expostas a poluentes atmosféricos, de forma a recomendar e instituir medidas de prevenção, de promoção da saúde e de atenção integral, conforme preconizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Seu campo de atuação prioriza as regiões onde existam diferentes atividades de natureza econômica ou social que gerem poluição atmosférica de modo a caracterizar um fator de risco para as populações expostas.

Ao Vigiar compete as ações de:

  • Identificação e priorização dos municípios de risco de exposição humana a poluentes atmosféricos;
  • Definição de áreas de atenção ambiental atmosférica de interesse para a saúde;
  • Identificação dos efeitos agudos e crônicos da exposição a poluentes atmosféricos para a caracterização da situação de saúde.

Para a atuação dessa vigilância, utiliza - se o Instrumento de Identificação de Municípios de Risco (IIMR) e a estratégia de Unidade Sentinela como principais ferramentas.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página