Ir direto para menu de acessibilidade.

Vacine-se

Início do conteúdo da página

Vigilância em Saúde

Amianto

Escrito por Alessandra Bernardes | Publicado: Sexta, 25 de Agosto de 2017, 14h31 | Última atualização em Segunda, 28 de Agosto de 2017, 18h31

O amianto ou asbesto é um grupo de fibras minerais compostas por silicatos de magnésio, ferro, sódio ou cálcio. Essas fibras ocorrem naturalmente em determinadas rochas, podendo estar incrustadas ou visíveis (“rochas cabeludas”).

As fibras de amianto podem ser classificadas em dois grupos:

  • Anfibólios: são fibras de amianto que se apresentam em diferentes variedades – amosita; crocidolita, tremolita, antofilita, actinolita, etc. Dentre essas, a amosita (amianto marrom) e a crocidolita (amianto azul) se destacam por apresentar maior relevância comercial.
  • Serpentinas: são fibras da variedade crisotila, também conhecida como “amianto branco”, compostas por silicato hidratado de magnésio.
Principais Aplicações do Amianto

Fibrocimento

Telhas onduladas; chapas de revestimento; painéis; tubos; caixas d’água.

Automóveis

Pastilhas; lonas de freio; disco de embreagem.

Isolantes térmicos

Tecidos, cordas, feltros, papéis e papelões utilizados como isolantes térmicos.

Filtros

Filtros industriais

Asfalto

Inserido nas camadas de Betume.

Vedantes

Juntas de revestimento e vedação

Quadro 1 - Principais Aplicações do Amianto

Historicamente, essas fibras têm sido amplamente utilizadas pelas indústrias devido às suas características: abundância natural; facilidade de lavragem e de processamento; resistência mecânica e térmica; resistência a micro-organismos; isolamento elétrico; baixa condutividade térmica; durabilidade; flexibilidade, entre outras (Quadro 1). Hoje a principal variedade utilizada mundialmente é o amianto crisotila.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página