Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Vigilância em Saúde

Prevenção de acidentes com crianças e adolescentes

Escrito por alexandreb.sousa | Publicado: Segunda, 30 de Março de 2015, 16h09 | Última atualização em Quarta, 16 de Maio de 2018, 11h33

As lesões decorrentes de acidentes (trânsito, envenenamento, afogamento, quedas, queimaduras e outros) e violências estão entre as principais causas de morte entre crianças e adolescentes no Brasil.

Segundo dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde, em 2015 foram 2.441 mortes de crianças de 0 a 14 anos, devido à causas acidentais¹, em relação ao total de mortes nesta faixa etária, representou 4,8%. No mesmo ano 1.440 crianças e adolescentes até 14 anos morreram devido a acidentes de trânsito. No que se refere às internações, segundo o Sistema de Informação Hospitalares do SUS – SIH/SUS, no ano de 2015, na faixa etária de 0 a 14 anos foram 100.559 internados devido à causas acidentais, representou 5,8% das internações desta faixa etária. Esses dados demonstram que os acidentes são um importante problema de saúde pública.

Segundo a OMS, um acidente pode ser definido como “um acontecimento fortuito, geralmente danoso ou ainda como um acontecimento independente da vontade humana provocado por uma força exterior que atua rapidamente e que se manifesta por um dano corporal ou mental".

Entretanto, estudos da organização internacional Safe Kids Worldwide apontam que grande parte das lesões e mortes causadas por acidentes envolvendo crianças e adolescentes podem ser evitadas, assim, a educação para prevenção é fundamental para que as famílias e a sociedade protejam as meninas e meninos.

Com o objetivo de criar ferramentas para mudar essa realidade, o Ministério da Saúde (MS), a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e a Organização Não-governamental Criança Segura formalizaram uma parceria para desenvolver o Projeto Rede Criança Segura - Formação de agentes de saúde e outros profissionais dos programas Saúde na Família, da Rede de Proteção e das regionais de saúde sobre a temática “Prevenção de acidentes com crianças e adolescentes (0 a 14 anos).” (CARTA ACORDO BR/LOA/1300094.001)

Este importante projeto visa sensibilizar e capacitar profissionais, gestores(as) e estudiosos(as) da saúde, educação, assistência social, e áreas afins na prevenção de acidentes envolvendo crianças e adolescentes.

Como resultado da parceria, será publicada pelo Ministério da Saúde uma cartilha com informações sobre o tema onde serão destacados os principais fatores de risco em cada fase do desenvolvimento infantil, além de orientações para minimizar os riscos de acidentes nas áreas onde convivem. O comprometimento de todas as pessoas é fundamental para assegurar a qualidade de vida e o crescimento saudável e seguro para as crianças e adolescentes.

¹Causas acidentais referem-se aos códigos CID10: W00 a X59.

Fim do conteúdo da página